Dieta cetogência e treinamento de alta intensidade (HIIT)

Mais um estudo controlado com atletas concluiu que uma alimentação com baixo teor de carboidrato e maior quantidade de gordura (VLCHF) não afeta o desempenho esportivo. Esse estudo, com duração de  4 semanas, teve como objetivo analisar o desempenho e respostas fisiológicas durante o treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT).

Dezoito homens moderadamente treinados foram divididos em dois grupos. Um grupo consumiu uma dieta mista ocidental padrão com alto teor de carboidrato e baixa em gordura e o outro restringiu o consumo de carboidratos para menos de 50 gramas por dia e aumentou o consumo de gordura.

A tabela abaixo mostra o comparativo do desempenho entre os grupos antes (PRE), durante (MID) e depois (POST) das 4 semanas.

Fica claro que  não houve diferença significativa no desempenho em nenhum dos grupos.

Como já era de se esperar, a taxa de oxidação de gordura foi superior no grupo VLCHF.

O mais curioso é que o grupo VLCHF além de consumir (bem) menos carboidrato, ingeriu menos calorias como mostra a tabela abaixo:

Por mais magra que seja uma pessoa, a quantidade de energia armazenada em forma de gordura é MUITO superior aos estoques de glicogênio. O que inibe a oxidação da gordura corporal é o consumo de carboidratos. O gráfico acima mostra muito bem como não precisamos comer carboidrato para ter energia, mesmo (nós) atletas. Já postei sobre isso aqui.

Também já escrevi este post sobre como uma alimentação low-carb high fat pode ajudar no ganho da performance esportiva e esse sobre como a low-carb melhora a performance de atletas de resistência. Se você ainda não os leu, recomendo fortemente que leia. 🙂

Fonte: https://goo.gl/A9zJuB

 

 

Compartilha nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *