Como sair do efeito platô no emagrecimento

A velocidade com que nós emagrecemos é MUITO relativa. Da mesma forma com que a velocidade com que ganhamos peso. No início do processo de emagrecimento, quanto maior o sobrepeso a tendência é que se perca peso mais rapidamente no início.

É comum que no início as pessoas se engajem mais porque estão tendo um resultado acima do esperado. Mas quando o “ritmo” do emagrecimento diminui, muitos se desmotivam. Não entendem que se leva vários meses ou anos para engordar, e querem emagrecer em poucos dias ou semanas.

É preciso ter paciência e disciplina. Mas não é preciso sofrer!

Mas, quando os números na balança param de diminuir o que pode estar acontecendo?

Existem várias razões para o surgimento do platô. Vou explicar 4 prováveis.

1 – Carboidratos demais

Segundo as estudos (https://goo.gl/BPiv2N), a melhor forma para emagrecer é restringir o consumo de carboidratos, principalmente os refinados.

Porém, quando se descobre que é melhor consumir farinha de castanha, amêndoas, nozes, etc. no lugar da farinha de trigo, é comum exagerar na dose.

Existem inúmeras receitas fáceis e deliciosas que usam essas farinhas. E, apesar de ser “low-carb”, seu alto consumo tende a aumentar a quantidade de carbos consumida.

Analise se você não está errando na mão. 🙂

Outra armadilha pode ser no consumo exagerado de molhos industrializados. Em muitos casos, esses molhos tem açúcar e/ou amido na composição. É MUITO importante ler os rótulos dos alimentos que consumimos.

2 – O excesso de proteína

O consumo exagerado de proteína pode reduzir a produção de cetonas, já que já estímulo a insulina. Traduzindo: isso não é bom pra quem faz low-carb e deseja emagrecer.

Ao contrário do carboidrato, devemos sim consumir proteínas e gorduras para termos uma boa saúde. O que não devemos fazer é comer sem fome, de forma exagerada.  É muito importante sabermos diferenciar a fome da vontade de comer.

3 – Gordura em excesso

Quando reduzimos o consumo de carboidratos, o corpo volta a usar a gordura corporal como substrato energético de forma otimizada. E também é muito fácil exagerarmos no consumo de gordura. Quando isso ocorre, o corpo para de usar a gordura corporal para usar a gordura da alimentação como substrato energético.

Então, tente observar se você não está exagerando no consumo de gorduras. Se não toma muito “café turbinado”, se não exagera nos queijos, azeite, manteiga, gordura da carne, etc.

Nesse caso, o problema é o exagero.

4 – Álcool

O álcool interfere na digestão e utilização alguns outros nutrientes, incluindo a gordura.

Se você optar por ingerir bebidas alcoólicas, certifique-se de estar bebendo bebidas com baixo teor de carboidratos, como vinhos secos.

Ah! E não exagere. 😉

Compartilha nas redes sociais:

Comentários

2 thoughts on “Como sair do efeito platô no emagrecimento

  1. Pingback:Os 3 maiores obstáculos da Low-Carb – André Burgos

  2. Pingback:Os 10 erros que podem sabotar sua alimentação low-carb – André Burgos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *