A dieta dos Massais, Samburus e Aborígenes

Depois de vermos como vivem os esquimós, vamos trazer nesta quarta parte do #NossaHistóriaComAComida os hábitos de povos da África e Austrália.

Na década de 1960, o médico George V. Mann estudou os massais, no Quênia, que ingeriam apenas carne, sangue e leite e que consideravam frutas e hortaliças como alimentos para vacas. Ele observou ainda que os jovens massais da casta guerreira (murran) não consumiam produtos vegetais.

Mann baseou seu trabalho, feito pela Universidade Vanderblit, na pesquisa do médico A. Gerald Shaper, que analisou a tribo dos samburus, no Norte da África do Sul, e constatou que os jovens dessa tribo chegavam a ingerir entre 2 e 7 litros de leite, dependendo da estação do ano.

Os samburus comiam cordeiro, cabrito e carne bovina de forma regular e, quando abatiam animais, chegavam a ingerir de 1,8 kg a 4,5 kg de carne gorda. Tanto para os samburus quanto para os massais, a gordura exclusivamente de origem animal constituía 60% das calorias ingeridas.

Já em 1987, a antropóloga Jennifer Isaacs analisou a alimentação de aborígenes australianos. Enquanto caçavam, distante dos acampamentos, o consumo de alimentos era basicamente cru, como uma espécie de verme do mangue, além de ovos de tartarugas, ostras e larvas comestíveis de várias mariposas.

A preferência pela gordura animal foi observada por inúmeros pesquisadores em vários povos. Inclusive, a escolha dos caçadores humanos dos animais para o abate se dava pelo período em que eles estavam mais gordos.

Além disso, nossos ancestrais preferiam comer justamente as partes mais gordas dos animais. Isso significa que comiam a gordura e as vísceras (miúdos) ao invés do tecido muscular (lombo, costela, fraldinha, acém), como somos acostumados a comer hoje.

E, ao contrário do que se possa imaginar, esses hábitos não são de uma minoria. Há estudos com mais de 200 populações caçadoras-coletoras. Mas esse é o assunto do próximo #NossaHistóriaComAComida.

Ah! E se você está achando que todo esse contexto histórico não tem nada a ver com nossa vida hoje, está completamente enganado. Siga acompanhando que você verá. Eu garanto!

Compartilha nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *